O que um perito grafotécnico faz

O que um perito grafotécnico faz

Tempo de leitura: 6 minutos

O que um perito grafotécnico faz

A atuação do perito judicial grafotécnico é crucial para garantir a justiça em processos legais, analisando documentos, assinaturas e escrita.

A profissão exige formação adequada e constante atualização. Neste artigo, você aprenderá sobre as funções do perito judicial grafotécnico e a importância de uma qualificação profissional adequada.

Acompanhe até o final para esclarecer suas dúvidas sobre essa carreira.

O que faz um perito judicial grafotécnico

qual o melhor curso de perito grafotécnico do brasil

O perito grafotécnico, também conhecido como perito de assinatura, identifica a autenticidade de assinaturas e documentos.

Ele realiza exames grafotécnicos comparando a escrita questionada com amostras autênticas, elaborando um laudo pericial detalhado.

A perícia grafotécnica é usada para verificar assinaturas, cheques, escrituras e outros documentos, observando características únicas de cada pessoa.

A perícia pode ser judicial, extrajudicial ou arbitral. O perito deve ser neutro e objetivo, identificando fraudes como decalques e assinaturas exercitadas.

Além de assinaturas, ele pode analisar cartas, mensagens em espelhos e paredes, e provas de processos seletivos. Na esfera judicial, o perito atua a serviço da justiça, de forma imparcial.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Como o perito grafotécnico faz a perícia grafotécnica?

o que é um perito grafotécnico

A perícia grafotécnica envolve a comparação entre a Peça Questionada (documento cuja autenticidade é duvidosa) e a Peça de Confronto (documento com grafia original).

O perito aplica exames grafoscópicos em ambas, analisando pontos convergentes e divergentes.

Se houver mais convergências, o documento é considerado autêntico; caso contrário, é falsificado.

O salário do perito grafotécnico varia conforme a quantidade e complexidade dos trabalhos, pois a profissão não é regulamentada pela CLT.

Em média, perícias judiciais rendem cerca de R$ 4.000,00 por laudo, enquanto perícias privadas giram em torno de R$ 2.500,00.

Como assistente técnico em processos judiciais, o valor médio é de R$ 3.500,00. Um perito dedicado parcialmente pode faturar aproximadamente R$ 20.000,00 por mês.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Como ser um Perito Grafotécnico

É difícil ser perito grafotécnico?

Não há pré-requisitos específicos para se tornar um perito grafotécnico; qualquer pessoa com ensino médio completo pode atuar na área após fazer um curso de formação em perícia grafotécnica.

Para se tornar um perito grafotécnico, é necessário concluir um curso de perícia grafotécnica e obter o certificado correspondente.

Em seguida, é importante se cadastrar nos Tribunais de Justiça para atuar como perito judicial.

Nosso Curso de Perito Grafotécnico oferece:

  • Aulas online;
  • Prática com modelos de laudos e petições;
  • Material apostilado;
  • Certificado aceito em todo o Brasil;
  • Aula bônus sobre cadastro no Tribunal de Justiça;
  • Canal de atendimento direto com o professor;
  • Baixo investimento;
  • Garantia de recuperação do investimento com a primeira perícia.

Invista nesta carreira em alta e tenha ganhos expressivos, trabalhando com flexibilidade e mais tempo para a família e amigos.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

O mercado de trabalho para o perito grafotécnico

O que é perito grafotécnico

A prática de perito grafotécnico é pouco conhecida e divulgada, pois não é regulamentada como profissões como engenheiro, médico ou advogado. Isso resulta em poucos especialistas na área, tornando-a altamente demandada.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), até o final de 2021 havia 75,4 milhões de processos em andamento no Brasil, com uma escassez de peritos judiciais para atender essa demanda.

O déficit é ainda maior para peritos grafotécnicos, causando atrasos em diversos processos.

O perito grafotécnico pode atuar como assistente técnico para empresas (escritórios, cartórios, advocacias, bancos, etc.) ou como perito judicial, nomeado por um juiz para elaborar laudos diretamente para a Justiça.

Não é necessário concurso público ou formação superior específica para atuar como perito judicial.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Quem pode solicitar o serviço de perícia gráfica

onde trabalhar como perito grafotécnico

A análise grafotécnica pode ser requisitada em três âmbitos:

  • Judicial: Designada por um juiz, com o profissional atuando como assistente técnico.
  • Extrajudicial: Contratada por um cliente particular para verificar a veracidade de uma assinatura ou documento.
  • Arbitral: Executada no juízo arbitral, por vontade de uma das partes do caso.

Trabalhar com perícia grafotécnica exige grande responsabilidade, formação profissionalizante, paciência, cautela para identificar detalhes das grafias e neutralidade nos casos, entregando laudos baseados em fatos concretos, sem opiniões.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Quais são as vantagens de ser um perito grafotécnico?

como se cadastrar como perito grafotécnico

Ser perito grafotécnico oferece várias vantagens:

  • Capacitação Rápida: Diferente de outras áreas, a formação é rápida, com cursos livres que duram cerca de duas semanas, como os oferecidos pela Nero Perícias, inclusive online.
  • Diversos Campos de Atuação: Atuação em casos de crimes, fraudes, disputas comerciais e questões civis, proporcionando um trabalho dinâmico e aprendizado constante.
  • Alta Demanda e Poucos Profissionais: A escassez de peritos grafotécnicos gera muitas oportunidades no mercado, devido à necessidade de autenticação de assinaturas e documentos.
  • Flexibilidade de Horário: Possibilidade de trabalhar em casa e definir seus próprios horários, permitindo mais tempo com a família e evitando deslocamentos.
  • Trabalho em Casa: Conforto de trabalhar de casa, com eventuais visitas rápidas à vara judicial, sem a rotina de escritório.
  • Atividade Paralela: Pode ser exercida em paralelo com outra profissão, permitindo uma transição gradual.
  • Horas Vagas: Flexibilidade para trabalhar nas horas vagas, com prazos variáveis para entrega de laudos, proporcionando liberdade e autonomia.
  • Prestígio Profissional: Profissão reconhecida e respeitada, trazendo realização pessoal e desafios estimulantes.
CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Conclusão: O que um perito grafotécnico faz

Em resumo, a profissão de perito grafotécnico é essencial para a autenticação de documentos e assinaturas, desempenhando um papel crucial em diversas áreas, desde disputas judiciais até fraudes comerciais.

O perito judicial grafotécnico utiliza métodos científicos e técnicas especializadas para realizar a perícia grafotécnica, garantindo a veracidade e integridade dos documentos analisados.

Para se tornar um perito grafotécnico, é necessário realizar cursos específicos que capacitam o profissional para atuar no mercado.

Este mercado, por sua vez, apresenta uma alta demanda devido à crescente necessidade de verificação de autenticidade em documentos, oferecendo inúmeras oportunidades para os especialistas da área.

Qualquer pessoa ou entidade que necessite de validação documental pode solicitar o serviço de perícia gráfica, desde indivíduos em disputas civis até empresas e órgãos governamentais.

As vantagens de ser um perito grafotécnico incluem a flexibilidade de horários, a possibilidade de trabalhar remotamente, a diversidade de casos e a satisfação de contribuir para a justiça e a segurança documental.

Portanto, a carreira de perito grafotécnico não só é promissora e repleta de oportunidades, como também oferece uma série de benefícios que tornam essa profissão uma escolha atraente para aqueles que buscam um trabalho dinâmico, respeitado e de grande relevância social.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO