Perito judicial grafotécnico

Perito judicial grafotécnico

Tempo de leitura: 7 minutos

Perito judicial grafotécnico

Ser perito grafotécnico é uma carreira lucrativa com grande potencial de crescimento, oferecendo amplas oportunidades de trabalho, flexibilidade de horários e baixo investimento inicial.

A escassez de profissionais qualificados aumenta a demanda, e a formação rápida e acessível facilita o sucesso.

Faça um curso de especialização para verificar se essa profissão atende às suas expectativas e garante a remuneração desejada.

O que faz um perito grafotécnico

Como se cadastrar como perito na justiça gratuita?

O perito grafotécnico, também conhecido como perito de assinatura, identifica se uma assinatura foi feita por uma determinada pessoa.

Ele aplica exames grafotécnicos ou grafoscópicos para confrontar a escrita questionada com escritas autênticas, determinando se há elementos convergentes ou divergentes.

Após os exames, o perito elabora o Laudo Pericial Grafotécnico, detalhando o processo e o veredito final.

Qualquer profissional com ensino médio completo pode se tornar perito grafotécnico, desde que faça um curso de formação na área.

A remuneração varia: para assinaturas simples, de R$2.500,00 a R$3.000,00; para assinaturas complexas, de R$3.500,00 a R$4.000,00.

Um perito em tempo integral pode ganhar a partir de R$20.000,00.

A escolha de um curso com carga horária expressiva é essencial para uma excelente formação e maiores oportunidades de trabalho.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Você sabe o que faz um Perito Grafotécnico?

Quem contrata perito Grafotecnico?

A Perícia Grafotécnica identifica a veracidade de assinaturas e documentos através de características únicas de cada pessoa.

A análise considera fatores genéticos e genéricos, como pressão, progressão, espaçamento e inclinação axial.

A perícia pode ser judicial, extrajudicial ou arbitral.

O perito grafotécnico verifica a autenticidade de documentos, observando que cada pessoa tem um gesto gráfico exclusivo.

Assinaturas idênticas ou com diferenças perceptíveis indicam falsificação. Técnicas de falsificação incluem decalque e assinatura exercitada.

A neutralidade e a especialidade são essenciais para o perito.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Como é feita a Perícia Grafotécnica

A perícia grafotécnica é realizada por confrontação entre a escrita a ser investigada (Peça Questionada) e as escritas autênticas da pessoa sob investigação.

O objetivo é determinar se há mais elementos convergentes ou divergentes entre elas.

Os exames grafoscópicos, ou grafotécnicos, são divididos em exames de ordem geral (como Calibres, Espaçamentos Gráficos, Proporcionalidade Gráfica) e exames de ordem genética (como Pressão, Progressão, Ataque).

O perito analisa cada exame, confronta os resultados e anota-os em uma tabela chamada “Quadro dos EOGs”.

Por exemplo, no exame de Ataque, o perito confronta os ataques da Peça Questionada com os dos padrões de confronto.

Se houver convergência, anota um sinal positivo (+) no Quadro dos EOGs.

O mesmo procedimento é seguido para os demais exames.

Se o Quadro de EOGs tiver mais sinais positivos, indica que a escrita da Peça Questionada foi produzida pelo mesmo autor dos padrões de confronto.

Se houver mais sinais negativos, indica divergência, sugerindo que a escrita não foi produzida pelo mesmo autor, podendo atestar falsidade em casos de assinatura.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

O que é Laudo Pericial Grafotécnico

Como se tornar um perito judicial sem concurso?

Após realizar todos os exames grafotécnicos e analisar o Quadro de EOGs, o perito deve elaborar o Laudo Pericial Grafotécnico.

Este documento descreve detalhadamente o processo da perícia, permitindo que qualquer pessoa, mesmo sem conhecimento técnico, compreenda os procedimentos e resultados.

O laudo deve incluir a descrição da Peça Questionada e dos padrões de confronto, a qualificação do autor dos padrões, a metodologia utilizada, possíveis diligências, resultados ilustrados de cada exame e uma conclusão fundamentada.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Quem Pode fazer Perícia Grafotécnica

Quanto tempo dura o curso perito grafotécnico nas instituições renomadas?

A perícia grafotécnica deve ser realizada por peritos grafotécnicos habilitados, que possuem conhecimento em Grafoscopia.

Esses profissionais examinam a Peça Questionada e os Padrões de Confronto para determinar a autenticidade das escritas.

Qualquer pessoa pode se tornar perito grafotécnico, e não é necessário ter um curso superior.

Para entender por que não é preciso faculdade, leia nosso artigo explicativo. Para se tornar perito grafotécnico, é necessário fazer um curso específico na área.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

As 2 formas de ser Perito Grafotécnico

O mercado de trabalho para o perito grafotécnico

Os peritos grafotécnicos podem atuar de duas maneiras:

  1. Forma particular (extrajudicialmente): O perito elabora laudos para escritórios, empresas, bancos, cartórios e outras instituições que necessitam de perícia grafotécnica. Esse campo apresenta boa demanda.
  2. Forma judicial: O perito é nomeado pelo juiz para atuar nos tribunais, elaborando laudos para a justiça e auxiliando na análise de documentos e verificação de assinaturas.

Em ambas as formas, o perito grafotécnico é bem remunerado pelo serviço prestado.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Quanto ganha um perito grafotécnico?

como virar perito grafotécnico

Os honorários do perito grafotécnico são decididos pelo próprio profissional.

Ao ser nomeado, o perito deve responder ao juiz com o aceite e informar o valor dos honorários, conforme o CPC (Código de Processo Civil):

“Art. 465. § 2º Ciente da nomeação, o perito apresentará em 5 (cinco) dias: I – proposta de honorários”

O valor deve ser justificado com base na complexidade do caso e na média de processos semelhantes.

Recomenda-se usar tabelas de referência ou consultar nomeações similares.

Em média, um perito grafotécnico ganha entre R$1.200,00 e R$5.800,00.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Como conseguir emprego de perito grafotécnico?

Diferença entre grafologia e grafotecnia

O perito grafotécnico pode conseguir emprego de duas formas:

  1. Contratado por uma empresa ou instituição: A melhor maneira é fazer networking com escritórios de advocacia e grupos de peritos grafotécnicos online.
  2. Nomeado por um juiz: É necessário se colocar à disposição dos Tribunais de Justiça e demonstrar qualificação. Investir em um curso de Perícia Grafotécnica é essencial para aprender a se apresentar ao tribunal e obter certificação que valida suas habilidades.
CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

O mercado de trabalho para o perito grafotécnico

É difícil ser perito grafotécnico?

A prática de perito grafotécnico é pouco divulgada e não regulamentada como outras profissões, resultando em poucos especialistas na área.

Segundo o CNJ, até o final de 2021 havia 75,4 milhões de processos em andamento no Brasil, mas faltavam peritos judiciais para atender à demanda, especialmente peritos grafotécnicos, causando atrasos na Justiça.

O perito grafotécnico pode atuar como assistente técnico para empresas (escritórios, cartórios, advocacias, bancos, etc.) ou como perito judicial, nomeado por um juiz para elaborar laudos para a Justiça.

Não é necessário concurso público ou formação superior específica para atuar como perito judicial.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO

Conclusão

Como ser perito grafotécnico

A profissão de perito judicial grafotécnico é vital para garantir a autenticidade de documentos e resolver disputas legais.

Especializado em Grafoscopia, este profissional realiza exames detalhados e elabora Laudos Periciais Grafotécnicos.

Qualquer pessoa pode se tornar perito grafotécnico sem necessidade de curso superior, mas é essencial buscar formação específica.

Existem duas formas de atuação: como autônomo ou vinculado a instituições. A remuneração é variável, mas a demanda crescente torna a carreira promissora.

Para conseguir emprego, invista em cursos de especialização, construa uma rede de contatos e mantenha-se atualizado.

O mercado de trabalho está em expansão, oferecendo diversas oportunidades.

Ser perito grafotécnico é uma carreira com grande potencial de crescimento, flexibilidade e uma contribuição significativa para a sociedade.

Se você busca uma profissão desafiadora e recompensadora, essa pode ser a escolha ideal.